Celebrando Joseph Campbell & El Dia de los Muertos

Sexta
31/10
Na passagem da Lua Nova para Crescente
Duração: das 19h30 às 22h30
Aberto a adultos e crianças
Contribuição R$ 30
Crianças até 12 anos não pagam
Oferenda: trazer um quitute doce ou salgado

Em 2014 Joseph Campbell completaria 110 anos; 30 de outubro é o aniversário de sua morte. Campbell, estudioso do universo dos mitos e ritos e autor de “O Poder do Mito”, nos leva a repensar o tempo e a vida como eternos ciclos e passagens. A morte – literal e metafórica – é a preparação essencial para o renascimento. Tudo é ciclo: nascimento – vida – morte – renascimento.

A festa de Todos os Santos e o Halloween – originalmente significando All in One – são celebrados no dia 31 de outubro. E no México, dias 1 e 2 de novembro, celebra-se em grande festa el Dia de Los Muertos.

“tudo é água
tudo é água que corre
e cada vez que nos morre
renasce um pouco mais além…”
(Fado cantado por Dulce Pontes)

Nesse encontro vamos honrar Campbell e homenagear uma das mais belas celebrações à morte recriando aqui também, em rito, a união entre a alegria e o prantear com velas, pães, flores e frutos. Por isso cada participante deve trazer uma oferenda na forma de alimento: um quitute, doce ou salgado.

A noite começa numa sala encantada repleta de muitas velas, bandeirolas e uma farta Mesa de Oferendas. Segue-se uma roda de rito em que compartilharemos uma bebida quente e o Pan de Muertos. Depois, munidos de flores e velas nas mãos vamos sair pelas cercanias do Beco do Batman puxando um fio de luz entre o Beco, o “Sementério” [cemitério = casa das sementes] e a Mesa de Oferendas.

Um fio de luz que crie intimidade com o processo de viver e morrer.

Um fio de luz que una renascimento, tenra idade, flor madura e morte.

Ao final, voltamos à bela “Casa Turquesa” para compartilhar a Mesa de Oferendas.